Responsáveis pela merenda escolar participam de Oficina de Compras Públicas

30/01/2019 09h11

A ação faz parte do programa Cidade Empreendedora, desenvolvido e aplicado pelo SEBRAE em parceria com a prefeitura.


 
Por: Assessoria de Comunicação
 

Durante esta semana, nos dias 29 e 30, uma oficina ministrada por consultores do SEBRAE reuniu representantes de diferentes segmentos que estão ligados de forma direta e indireta à aquisição de alimentos e à produção da merenda escolar em Ribas do Rio Pardo. A ação faz parte do programa Cidade Empreendedora, desenvolvido e aplicado pelo SEBRAE em parceria com a prefeitura.

Estiveram presentes os responsáveis pelo setor de compras do Poder Público Municipal, diretores de escola, membros do conselho de merenda escolar, nutricionistas e representantes do Sindicato da Agricultura Familiar.

Segundo a gerente regional do SEBRAE, Josi Signori, a oficina tem como objetivo explicar aos envolvidos tudo aquilo que é relevante para a composição do grupo focal que faz a gestão da empresa pública que, no caso, é a prefeitura. Ela diz ainda que a presença dos principais envolvidos com a compra e com a produção da alimentação escolar faz com que Ribas do Rio Pardo caminhe de forma assertiva em suas contratações, suas compras e, consequentemente, no desenvolvimento local.

O eixo escolhido para ser trabalhado no programa Cidade Empreendedora foi a Agricultura Familiar. Desta forma a oficina também tem a responsabilidade de fazer os representantes entenderem qual a ligação entre os trabalhadores e produtores rurais e aqueles que compram alimentos para a merenda escolar. "Nós entendemos que a associação de vários agricultores é capaz de produzir em larga escala para que eles tenham condições de atender a um pedido grande. Os alimentos não precisam ser adquiridos fora, porque são produzidos aqui."

A OFICINA

Através de dinâmicas e diversas atividades lúdicas, os participantes da oficina aprenderam qual é a importância de fornecer aos alunos uma alimentação saudável. "Não é por que a lei manda que eu preciso comprar de qualquer jeito", explica o Consultor em Gestão Pública Luis Cesar Pivovar. Ele revelou ainda que o segundo passo da oficina é convidar a sociedade para que seja mais participativa em relação à gestão pública. "Vamos elaborar um plano de desenvolvimento para saber o que é preciso para que essas compras governamentais estejam relacionadas á agricultura familiar."